Disfunção erétil, seus sintomas e manifestações

Como a disfunção erétil se manifesta? Você pode pensar que é fácil, em princípio, como é quando não “se levanta” para você. No entanto, este não é o caso , porque o problema pode estar em diferentes partes de todo o processo de ereção e ereção. Além disso, existem também alguns sintomas indiretos associados à disfunção erétil.

Estes são os sintomas mais visíveis e mais comuns:

– problemas com o início da ereção, principalmente o atraso no início de uma

– ereção mais longo e um tempo maior para a erosão visível a

– incapacidade de alcançar permanentemente 100% de ereção fraca desde o início e incapacidade de mantê-lo logo após a erupção apesar da estimulação repetida.

A forma mais difícil de disfunção erétil é a absoluta incapacidade de obter alguma ereção. Neste caso, não há ereção mais visível do pênis, mesmo durante longos períodos de estimulação sexual.

Causas da disfunção erétil

Múltiplos fatores influenciam o processo de ereção e ereção. O sucesso de alcançar e manter uma ereção depende de influências fisiológicas, mas a psique, que está principalmente associada à disfunção erétil psicogênica, também tem um impacto significativo.

Estes são os fatores mais comuns que podem causar disfunção erétil:

Potência vascular insuficiente: Provavelmente, a causa mais comum de disfunção erétil é um problema insuficiente de circulação sanguínea. Essa falta de potência pode ser causada, por exemplo, por bloqueio vascular, mau funcionamento do mecanismo de sua expansão ou pelo enfraquecimento direto do músculo liso vascular que não sabe expandir os vasos sanguíneos quando necessário.

Fatores psicológicos: Em termos de causas psicogênicas , o estresse, o nervosismo, o medo, a depressão e os transtornos de ansiedade similares estão mais frequentemente por trás da disfunção erétil. Eles afetam não apenas o processo de ereção, mas também a libido, bem como o clímax . Esses fatores são responsáveis, por exemplo, pelo baixo desejo sexual ou ejaculação precoce.